Ainda naum entendo como isso é possivel. Ouvindo Blue in green descobri que nasci pra ser algué musicalmente  menos. Mais a minha insignificância me deixa sempre querer ser mais. Aprendi com Miles que poucas pessoas podem ser tudo que querem. Ele podia. Por iso pro resto da civilização sofrer pelo jazz é oque resta. Ninguem jamais vai compor uma grande canção como ele fez. Ser tao audacioso e pretencioso. Por isso pra mim so resta sofrer pelo jazz. Pela canção que eu gostaria de ter composto e naum pude. Pelo instrumento que eu queria ter tocado e naum o fiz. Sofrer é jazz. Meu carrasco é Miles Davis e as vezes John Coltrane.

Anúncios